quarta-feira, 9 de janeiro de 2019

Aland - Veleiros



No início de Novembro de 2018, recebi do correio de Aland essa linda carta, uma das primeiras cartas aqui no meu novo endereço. Lindo envelope



Veio de cortesia esse lindo FDC, agradeço o apreço e a atenção. Fico impressionado como tem países que realmente divulgam e valorizam a filatelia com essas promoções. Espero um dia fazer alguma compra.

Muito agradecido Ilhas de Aland.

Encontro Filatélico em Salvador/BA



Teremos no dia 12/01/2019 um encontro filatélico na "boa terra" - Salvador/BA, o encontro será no Brotas Center, um shopping que fica na avenida Dom João VI, principal lá no bairro de brotas.

Lembro da inauguração desse shopping, tinha como o grande carro chefe o boliche. Como era divertido, tudo no tempo da pedra, pegadores de pinos que pediam um extra para agilizar a devolução das bolas, marcação feita no papel - bons tempos.

Que lembre o shopping não tem áreas grandes para exposições e encontros, deve ser em algum corredor do shopping, apesar que filatelistas em Salvador/BA devem caber em uma Kombi.

Quem tiver fotos do evento pode mandar que serão devidamente mostradas aqui no blog.

Um bom encontro aos meus conterrâneos da boa terra e saudações filatélicas aqui de Petrolina/PE.

segunda-feira, 31 de dezembro de 2018

Cartas recebidas - Bangladesh


Carta recebida no mês de outubro de 2018, nunca tinha trocado com nenhum amigo filatelista deste país, Bangladesh. 



Essas três peças foram o grande motivo da troca, itens preciosos para coleção de copas do mundo de futebol, bem que poderia tem o FDC também, mas está valendo.



Outras peças em destaque são os dois blocos acima - lindo bloco de tigres e uma exposição de selos na china em 2009, vem com referência a um animal do zodíaco chinês .








Para a conclusão da troca esse mix de blocos e alguns selos retratando diversos aspectos culturais do país - Moedas antigas, agricultura, flora e o dirigente local.

Foi uma boa troca, um rapaz muito atencioso,super gente boa e apreciador da seleção brasileira de futebol. Cometeu alguns erros no envio, que acredito que não foi por maldade. Não colocou um cartão para reforçar a embalagem, mandou um bloco de cortesia solto dentro da carta, que por sinal deve ter "molhado" na viagem, percebi pelo borrar da tinta da caneta.

Algo a destacar também é a qualidade dos selos de lá, percebesse uma desuniformidade no picote e o papel com a goma difere muito das que conhecemos aqui do Brasil e outros países.

No geral gostei bastante da troca e espero que novas venham.

quarta-feira, 19 de setembro de 2018

A COFI voltou


Depois de muito tempo, a COFI voltou, precisa avisar aos correios do brasil, em nenhum canal de divulgação da empresa fala da publicação, no (ridículo e fraco) site - blog de filatelia dos correios a última notícia é de 29 de junho de 2018.
Eu sou um apreciador da revista, devo ter +/- 100 exemplares, aprendi muito com ela, meus primeiros contatos filatélicos foi por intermédio da Coluna "selo em movimento" - essa história ainda vou contar.

As últimas edições da revista são apenas em formato digital, fica hospedado em uma plataforma de revistas - ISSUU. https://issuu.com/ . Não entendo por que foi hospedado por lá! Tem de tudo por lá! Catálogo de pote plástico, lençol de cama, culinária, fofocas de artistas dentre outras. Achava que poderia ficar hospedada no próprio site dos correios, inclusive com opção de fazer download em PDF para ler a revista, não é essa a intenção? Ler! Onde está hoje fica muito difícil a leitura. colocarei no final do artigo o passo a passo para fazer o processo de PDF da COFI.

A COFI era uma revista bimestral, tinha mais de 50 páginas e recheada de informações, entrevistas e curiosidades. Hoje é semestral (acredite!) pouco mais de 30 páginas. Essa última tem um editorial fraco que tenta justificar o injustificável, a total falta de atenção dos correios à filatelia nos últimos tempos, fala em corte de despesas e no grande custo que seria imprimir a revista e distribuir para os pouco filatelistas que ainda existem no Brasil. O resto da revista tem uma ótima entrevista e o resumo dos pouquíssimos selos emitidos pelo Brasil nesse primeiro semestre.

Vamos ao processo para "baixar" a COFI no computador. 


no campo "Publication URL", colocar o link da edição, terminado clicar no botão download ao lado do campo

penúltima edição:

úilma edição:

Com o PDF, poderá ler no tablet, smatphone e principalmente guardar uma cópia para ter a certeza que não perderá a revista. Caso tenha dificuldade posso ver uma outra forma de explicar e até mesmo enviar o arquivo por email, pode deixar nos comentários os pedidos com o email para envio.

Agora só resta aguarda seis meses para a nova edição!

sábado, 15 de setembro de 2018

Leilão - peças arrematadas II


Na semana passada recebi mais um lote de peças arrematadas em um leilão online, a maioria das peças são de selos de ex colônias espanholas.
Eu acho esses tipos de selos lindos, "selo com cara de selo", se pudesse (o bolso deixasse) eu faria coleções de IFNI, Guiné espanhola entre outras, acho multo bacana. Vou me contentando com os que se encaixam em alguma temática que coleciono, os de futebol e pássaros vão agregar bastante a coleção.




Continuo recomendando o leiloeiro e o serviço de entrega e qualidade do material ofertado.

segunda-feira, 3 de setembro de 2018

Museu Nacional - Ainda vai ter selo?


Infelizmente o Museu Nacional foi destruído pelo fogo nesta última noite de Domingo (02/09/2018). Estava programado para ser lançado um selo em homenagem aos seus 200 anos, no final de outubro. que incluiria até mais um lançamento no final de novembro para o museu de artes da Bahia com 100 anos.

A pegunta é a seguinte:

1) Anida vai ter esse lançamento?
2) Qual imagem será usada no selo? a atual ou como era?
3) Vai esperar que o da Bahia também pegue fogo e não lançar nenhum dos dois?

Um absurdo, lamentável tudo isso - todo museu no mundo é bem conservado, cuidado, repeitado e principalmente visitado pela sociedade. Agora todo mundo aparece e "diz" que fará o todo o possível para a sua reconstrução, quanta enganação , um país de dirigentes ignorantes e que não respeitam a nossa cultura, TODOS eles, me parece que o último que colocou os pés lá foi JK. Um museu que já foi visitado por Albert Einstein.

Bons tempos, lembro que quando era criança (7 - 12 anos) adorava fazer o tour dos museus com meu pai, corredor da vitória em Salvador/BA, ele sempre foi um apreciador dessas coisas (apesar de mal ter o primeiro grau e ser natural de Remanso/BA) fazia questão de me levar. Eu ficava eufórico e adorava principalmente o de geologia e de artes. A casa de Costa Pinto era incrível (esse eu acho que já fechou).

Aqui em Petrolina/PE na época do centenário da cidade, foi inaugurado um museu em homenagem ao senador aqui da terra - Nilo Coelho - Um acervo bacana, com livros, muitos documentos e fotos da época, ele fica dentro do centro de convenções da cidade, tudo abandonado e fechado.

Tratamos a cultura e a memória dessa forna, com desprezo, aqueles que apreciam normalmente são tratados como desocupados e alienados. 

com a palavra os Correios do Brasil.

sexta-feira, 24 de agosto de 2018

Correios enfrentam falta de caixas e envelopes em agências

Comentar mais o quê?

Ler a matéria e ver o tamanho da incompetência, interessante é que os comerciantes próximos das agências vendem os envelopes por preços inferiores aos cobrados pela estatal anteriormente.

VERGONHA

link da reportagem abaixo:

https://g1.globo.com/economia/noticia/2018/08/20/correios-enfrentam-falta-de-caixas-e-envelopes-em-agencias-e-comerciantes-lucram-com-situacao.ghtml

domingo, 19 de agosto de 2018

Grande Aquisição 2018 III


Concluindo, essa é a última parte da minha grande aquisição em uma liquidação filatélica, chegou no meado de junho 2018, nesse lote aproveitei as últimas séries de futebol que me interessavam e comprei muitos selos temáticos do Brasil para troca, em breve colocarei nos grupos de Facebook para fazer muitas trocas!
No alto uma mini-folha (grande e brilhante) da África do Sul - uma emissão conjunta com diversos outros países africanos e um bloco do Uruguai com destaque na copa do mundo da Argentina 1978.


Blocos do Uruguai que retratam o Penharol e eventos de 1994 incluindo a Copa do Mundo dos EUA.


FDC´s diversos para abrilhantar e valorizar a Copa de 2014, retratando as cidades sedes da copa.

Selo postal ou figurinha postal?

 Antes de começar o meu artigo, gostaria de fazer um exercício de imaginação, fico imaginado a cara de um filatelista tradicional e da velha guarda, colocando (resmungando) um selo do Scooby-Doo no álbum - imagem impagável. Voltando ao assunto, os correios americanos lançou no fim de julho de 2018 um selo em homenagem aos cinquenta anos do famoso cão Scooby-Doo, um desenho animado que teve mais de 500 episódios.

Não satisfeitos, os correios americamops vão querer homenagear os famosos e caros carrinhos em miniatura de Hot wheels. Essa invenção da Mattel está completando 50 anos também.


Observei os comentários dos seguidores da página dos correios americanos lá no Facebook; Percebi o seguinte: Reprovam mais vão comprar os selos dos carrinhos, muitos lembram que selo deveria retratar história e vultos famosos e importantes na história americana, teve outro que perguntou - Vai ser emitido nos EUA?

Será que essa será a nova cara da filatelia? Essa "cultura pop" (ou falta de) atual - StarWars, Personagens de Hq´s, brinquedos, personagens de cinema, séries de tv e até desenhos animados vão ter selos com regularidade? Falo isso em países sérios - Filatelicamente falando.

Uma pergunta que eu faço é a seguinte: Os correios levam algum $ por essas emissões, além do valor facial do selo e do serviço que nunca será usado? 

Falando um pouco aqui do Brasil, noto que nesse quesito temos um critério muito sério para emissão de selos postais. Nesse ponto acho que não temos do que reclamar. A única ressalva fica com essas "puxadas de saco" com esses selos de relações diplomáticas.

Resumo: Acho que esses temas e assuntos não muito clássicos na filatelia, terá cada vez mais espaço, esse é um caminho sem volta. Vejo isso de uma maneira positiva para atrair a mídia e principalmente o interesse no novo filatelista em colecionar e conhecer o universo filatélico como um todo. Espero que a função do selo perdure, mostrar a cultura "real" e a história de um país para o mundo.

sexta-feira, 10 de agosto de 2018

Uma centena de posts, tem que comemorar!


Eu nunca imaginaria que essa caneta tinteiro tivesse tanta tinta! Foram cem posts já publicados, 31 de outubro de 2014 foi dado esse começo e até hoje estou expondo aqui no blog a minha vida filatélica.

Continuarei sendo ácido com os correios do Brasil, até que eu me sinta respeitado, valorizado e principalmente que o serviço funcione e seja levado a sério.

Sinto que a minha coleção irá passar por uma reconfiguração, não tem como continuar nessa de "só juntar", vou em breve publicar algo sobre esse meu novo pensamento e norte.

Agradeço a todos os leitores do blog e rumo aos quinhentos posts.